sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

SAPO

ESTE SAPO É LÁ DO MEU SÍTIO... APARECEM MUITOS SAPOS... RÃS... E OUTROS... PARA FALAR A VERDADE EU TENHO MEDO... MEU MARIDO É QUEM TIROU A FOTO... ELE FICOU FOTOGENICO FALA A VERDADE? HEHEH...

JÁ QUE TROUXE ESTA FOTO PARA O BLOG QUE TAL CONHECER UM POUCO DESSE ANIMAL(SAPO - DESIGNAÇÃO GENÉRICA DE ANFÍBIOS) QUE NOS DA MEDO E MUITAS VEZES ARREPIOS...
Existem cerca de 4.800 espécies de sapos. A maioria deles vive próximo a uma fonte de água, muito embora existam sapos que vivam em ambientes úmidos que não são considerados ambientes aquáticos, como a serrapilheira de florestas tropicais úmidas. A necessidade de água é mais premente para os ovos e os girinos do sapo, e algumas espécies utilizam poças temporárias e água acumulada nos ramos de plantas, como as bromélias como sítio de criação.

O sapo se distingue da rã pelas membranas interdigitais pouco desenvolvidas e pela pele mais seca e rugosa. Geralmente, vive em ambiente mais seco.

Os anfíbios dependem da água para a postura de ovos, pois estes não têm casca, e para manter a pele úmida, necessário para a realização da respiração cutânea na qual a troca de gases é feita pela pele. A respiração cutânea é necessária pois a respiração pulmonar não é completamente eficiente.

Depois de alguns dias de postos, dos ovos saem girinos os quais respiram por brânquias, têm uma cauda e não têm pernas. Com o tempo o girino vai perdendo a cauda, desenvolvendo pernas posteriores e anteriores e trocando a respiração branquial pelas respirações pulmonar e cutânea até deixar a água ao término das transformações.

Os sapos capturam suas presa lançando para fora da boca a língua muscosa, longa e pegajosa, que é presa ao assoalho da boca pela extremidade anterior.

Reprodução
Quando chega sua época de reprodução, na primavera, os sapos coaxam para atrair suas fêmeas. Quando se encontram, o macho abraça a fêmea, posicionado sobre esta. Durante o abraço, macho e fêmea eliminam suas gametas no mesmo instante.

Formam-se então ovos, envolvidos por muco, para que assim se prendam com facilidade em pedras e em plantas aquáticas.

Após algum tempo, os girinos saem dos ovos, já sabendo nadar e o fazendo ativamente.
(wikipédia)

6 comentários:

Cláudio J. Gontijo disse...

Sua página é encantadora!
É confortante saber que existem muitos destes espaços.
Parabéns!

Visite um outro espaço: O Verde Vida.
Deixe lá a sua mensagem.

Felicidades em sua jornada!

Graça Tristão disse...

AGRADEÇO CLÁUDIO SUA VISITA AO MEU BLOG. COM CERTEZA IREI CONHECER SEU ESPAÇO!
PAZ E LUZ NO SEU CAMINHO...
GRAÇA

soninha disse...

Sapo sabido,parece que está camuflado! bjs

Josy Nunes disse...

Oi,
Amiga,
passando para ver as novidades e agradecer sua visita e dicas lá no banana com farinha brigadooo! Agradeço a dica do site das imagens. O que quero; é fazer como vc fez lá no caderno arteiro exibir os selinhos que ganhei como se fosse um filme e ainda não consegui fazer isso + tô tentando vai demorar + vai sair rsrsrs.
beijão no seu coração e fica com Deus

Anônimo disse...

Muito bom material.

Anônimo disse...

OLÁ, TUDO BEM COM VOCÊS???
SABE, É TÃO BOM VER FOTOS OU LER ARTIGOS SOBRE A NATUREZA! E MELHOR AINDA É AJUDAR A CUIDAR DELA! PARABÉNS PELO SEU BLOG QUE AJUDA Á TODOS OS VISITANTES A REFLETIREM SOB OS CUIDADOS E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA!
TENHO UMA CHÁCARA E SEMPRE POR LÁ APARECE UNS SAPOS E MORCEGUINHOS.
JÁ ME ACOSTUMEI COM ELES!ISSO SEM FALAR AS ESPÉCIES DE PASSÁROS COMO JOÃO DE BARRO, MARITACA, SANHAÇO, BEM TE VI, BEIJA FLOR, PICA -PAU ENTRE OUTROS! É UMA BELEZA !!!!!
BEIJOSSS.
MARILEI/ MARÍLIA-SP

Vou te visitar!

AMIGOS DA NATUREZA!